Política

Reinaldo inaugura programa-piloto de meritocracia para servidores

Programa valoriza o servidor e moderniza a gestão

Ludyney Moura Publicado em 14/05/2015, às 18h39

None
programa-de-meritocracia-54.jpg

Programa valoriza o servidor e moderniza a gestão

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) iniciou, nesta quinta-feira (14), a execução de uma das bandeiras da campanha que o levou à chefia do Executivo Estadual, a implementação da meritocracia para servidores do Estado.

O projeto-piloto, chamado de ‘Programa de Meritocracia – Gestão por Competências’, será primeiramente implantado no Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), e visa, segundo o governo, ‘valorizar o servidor’ e ‘modernizar a gestão pública’ estadual.

“A meritocracia é o conjunto de avanços para todos nós entregarmos para a sociedade uma melhor prestação de serviço, com maior qualidade, melhor eficiência e com custo reduzido”, afirmou o governador. Cada servidor do Imasul vai preencher um formulário para que o governo identifique o perfil, habilidades e competências de cada um.

O decreto que instituiu o programa foi assinado hoje e depois do Imasul outros órgãos também vão recebê-lo, e a previsão para o término desta primeira etapa do projeto é dezembro de 2015.

Para Reinaldo, o sucesso na política de meritocracia resultará em ganhos ‘individuais e coletivos’. Todo o programa será coordenado pela SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização), comandada por Carlos Alberto Assis.

“Estamos retomando algo que foi esquecido no passado que é uma gestão pública parametrizada pela necessidade de se planejar as ações do governo e adotar um modelo de gestão estratégica. Com isso, queremos tornar, de fato, o servidor a mola propulsora da mudança que a sociedade precisa na prestação de serviços públicos”, destacou o coordenador do projeto e secretário-adjunto da Semade (Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico), Ricardo Senna.

De acordo com a assessoria do governo, a escolha inicial pelo Imasul se deve, dentre outros motivos, ao número de servidores do órgão, cerca de 200, bem como à sua concentração, facilidade de contato e diversidade de cargos na pasta. 

Jornal Midiamax