Política

Reforma política: senadora defende tirar ‘poder’ de marqueteiros

Texto aprovado pela Câmara dos Deputados será alterado no Senado

Midiamax Publicado em 07/07/2015, às 13h07

None
simone_tebet1.jpg

Texto aprovado pela Câmara dos Deputados será alterado no Senado

O Senado fará mudanças no texto da reforma política aprovado, em primeira votação, na Câmara dos Deputados. A expectativa é da senadora Simone Tebet (PMDB-MS), apontando redução de gastos de campanha e unificação das eleições como alguns dos temas a serem analisados.

Simone compõe a comissão especial do Senado criada em junho, com 29 parlamentares, para analisar a reforma política. Nesta semana, o texto da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 182/07 deve ir a segunda votação na Câmara dos Deputados.

Depois de passar pelos deputados federais, a matéria vai ao Senado, onde deve ser submetida a outras duas votações. Se os senadores mexerem no texto, ele volta à Câmara.

A sessão da Câmara dos Deputados para a segunda votação da reforma está marcada para esta terça-feira (7). Os parlamentares aprovaram 11 mudanças na legislação, entre elas o fim da reeleição para cargos do Executivo e mandato de cinco anos para os cargos eletivos.

Na visão de Simone, alguns temas serão alterados no Senado, principalmente os referentes às regras para definição do tempo de horário eleitoral gratuito dos partidos e os gastos de campanha. “Hoje, o marqueteiro é muito atuante (nas campanhas), uma das saídas é que não haja mais produção externa”, sinaliza a senadora, falando que também é preciso analisar a questão do tempo de mandato, de forma a haver unificação das eleições.

Jornal Midiamax