Política

Para explicar buracolândia, Bernal diz que ‘tem gente quebrando asfalto’

Você acredita? Prefeito diz que buracos foram feitos de propósito

Midiamax Publicado em 25/11/2015, às 14h13

None
site_mg_5727.jpg

Você acredita? Prefeito diz que buracos foram feitos de propósito

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP) afirmou nesta quarta-feira (25) que recebeu informações sobre pessoas que estariam "passando de madrugada e fazendo buracos propositais pela cidade". A declaração polêmica foi feita durante entrega da reforma da (UBS) Unidade Básica de Saúde do bairro Estrela Dalva.

Após suspender os contratos de manutenção por dois meses e a cidade ficar repleta de buracos, Bernal comentou sobre questões de iluminação pública, quando falou sobre a operação tapa-buracos. “Tem gente passando e dando uma 'picaretada'. Depois disso vai embora. Hoje o que é um buraquinho, se torna um buracão amanhã”, argumentou.

O prefeito disse ainda  que os trabalhos de reparação do asfalto seguem normalmente e medidas estão sendo tomadas em relação às empresas contratadas para o serviço de recapeamento asfáltico. Segundo ele, a empresa Proteco, por exemplo, foi acionada para refazer obras que não teriam sido cumpridas de acordo com o contrato.

Operação tapa-buraco

A força-tarefa para acabar com os buracos que tomaram conta das ruas de Campo Grande, que já rendeu o apelido irônico de “Buracolândia”, começou no terceiro sábado do mês de outubro, dia 17. Na ocasião, o prefeito Alcides Bernal disse que os custos iniciais da operação estavam estimados em R$ 1,5 milhões, e que pretendia concluir o serviço o mais rápido possível.

Dias depois o prefeito mudou seu discurso afirmando que seriam necessários pelo menos três meses para que os buracos da cidade sejam fechados.

Jornal Midiamax