Política

Olarte reafirma convites e nega que já tenha definido mudança para PSC

Prefeito alega que não é hora de pensar em política

Jessica Benitez Publicado em 04/07/2015, às 14h13

None
img-20150703-wa0044.jpg

Prefeito alega que não é hora de pensar em política

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte, disse ter recebido convite de seis siglas para se filiar quando sair definitivamente do Partido Progressista. Nos bastidores, o comentário é de que o chefe do Executivo assumirá o diretório estadual do PSC, hoje gerido pelo proprietário da empresa alimentícia Dallas, Wilson Joaquim. 

Ele confirma que foi convidado pelo dirigente nacional da legenda, pastor Vitor Nóssies, mas mantém discurso de que não é hora para falar de política e sim tirar Campo Grande da crise em que se encontra.

“Isso é fofoca. Estão jogando verde para colher maduro. Não existe nada além dos convites oficiais que recebi, mas não vou definir isso agora, estou preocupado em salvar a cidade”, garantiu em entrevista ao Jornal Midiamax.

O progressista tem até o final de setembro para migrar para outra sigla, prazo estipulado pela Justiça Eleitoral para políticos que pretendem disputar eleição no ano que vem ou que têm mandato e não querem perdê-lo. Neste caso as duas regras são válidas, já que, embora desconverse, ele tem intenção de lançar candidatura à reeleição.

Atualmente o prefeito compõe o PP por força de liminar. Isso porque o presidente regional da cúpula é o ex-chefe do Executivo, Alcides Bernal, cassado em março de 2014 por improbidade administrativa. Desde que Olarte assumiu o Paço Municipal, o radialista tenta expulsá-lo do partido.

A rusga inviabiliza plano de continuidade do pastor. Mas as conjecturas são mantidas a sete chaves. “Não é hora de antecipar discussão política. É hora de eu, como prefeito, cuidar da cidade. Essa questão só será discutida no final de setembro”, voltou a dizer.

Estratégia – Para amenizar a crise, o chefe do Executivo planeja investir em ações à Capital. Entre elas estão a inauguração da UTR (Unidade de Processamento de Resíduos Sólidos) no próximo dia 15. “Vai ser uma grande festa”, comemorou. Além disso, mais de 100 obras estão em andamento entre novas e reformas.

Entre agosto e setembro está prevista entrega de asfalto em “várias regiões” e entrega de seis blocos habitacionais no bairro Celina Jallad nos próximos dias. “E temos a meta de construir mais seis mil casas até o final de 2016 ou, pelo menos, deixar a obra em andamento”, contou.

Jornal Midiamax