Indicação de vereador custou um dos cargos mais importantes na CPI

Blindagem de Olarte teve apoio de vários vereadores
| 14/05/2015
- 13:57
Indicação de vereador custou um dos cargos mais importantes na CPI

Blindagem de Olarte teve apoio de vários vereadores

A indicação do vereador Paulo Pedra (PDT) para compor a CPI das Contas Públicas garantiu o equilíbrio para o prefeito Gilmar Olarte (PP), que estava fortemente ameaçado com a possibilidade de a oposição conquistar a presidência e a relatoria da CPI.

Parte da bancada do PMDB alega que prefere independência de Olarte, mas a ala que continua com o prefeito segue atuando de maneira contundente, como na composição da CPI. Foram as lideranças do PMDB, com ajudinha de aliados do PTdoB e do PSD, que garantiram a relatoria a Airton Saraiva (DEM).

A base conseguiu emplacar o aliado do prefeito na relatoria fazendo uma espécie de chantagem com a oposição. Eles disseram que só deixariam Paulo Pedra na CPI se a oposição dividisse os cargos, deixando a presidência ou a relatoria nas mãos de um aliado de Olarte.

Com acordo feito, a base do prefeito contou com a ajuda de Eduardo Romero (PTdoB), que não quis desfazer o compromisso e ajudou a eleger Saraiva para a relatoria, em troca de ficar como o presidente da comissão.

Toda a manobra mostra que, embora façam críticas constantes, muitos vereadores ainda sustentam Olarte na Câmara. Ele conta principalmente com vereadores que fizeram indicações para cargos, como Delei Pinheiro (PSD), Coringa (PSD), João Rocha (PSDB), Edil Albuquerque (PMDB) e Paulo Siufi (PMDB).

Além dos agraciados, Olarte conta com apoio de quem, pelo menos publicamente, não recebeu cargos, mas curiosamente faz questão de ser fiel: Otávio Trad (PTdoB), Flávio César (PTdoB), Gilmar da Cruz (PRB), Carlão (PSB), Herculano Borges (PSC) e Francisco Saci (PRTB).

Veja também

Últimas notícias