Nova sigla ainda depende do aval do TSE

Mais um partido pode surgir no país, o PSPP (Partido do Servidor Público e Privado). Ontem, terça-feira (26), o diretório regional, e os de e Aquidauana, foram registrados no TRE (Tribunal Regional Eleitoral).

“Estamos ultimando os trâmites burocráticos para deslanchar com o partido em todo o Brasil”, afirmou o presidente nacional da sigla, Jair Andrade, que esteve em Campo Grande para acompanhar o registro.

Andrade promete que o novo partido, que pode ser o 33º em uma lista enorme de agremiações políticas, pode nascer com a adesão de nove deputados federais e um senador, mas evita divulgar os nomes dos prováveis parlamentares.

“Já para as eleições do ano que vem, chegaremos firmes às urnas, uma boa equipe de servidores interessados em mudar para melhor as coisas nas cidades, no Estado e no País”, disse Antônio Cesar Medina, que vai presidir o diretório sul-mato-grossense.

Constam no registro feito no Tribunal Eleitoral Grabriel Goulart, como presidente do diretório da Capital, e Yussif Saliba, responsável por Aquidauana.