Política

Deputado quer que instituições financeiras informem clientes sobre fraudes comuns

Ideia é evitar prejuízos para os clientes

Midiamax Publicado em 09/08/2015, às 17h58

None
alms.jpg

Ideia é evitar prejuízos para os clientes

Instituições financeiras terão que informar para os clientes sobre as fraudes mais comuns relacionados a seus serviços, se o projeto de lei apresentado neste sentido na Assembleia Legislativa for aprovado pelos deputados estaduais.

De acordo com a proposta, de autoria do deputado estadual Barbosinha (PSB), os bancos terão que manter os clientes informados por meio de correspondências, e-mails ou página na internet sobre tais fraudes mais frequentes.

Para o deputado autor do projeto, a ideia é prevenir possíveis golpes, como vírus com cobranças por email ou do cartão de crédito. Ao executar ou fazer o download do programa, o usuário fica exposto, o que possibilita a entrada de hackers, que poderão acessar seus dados bancários e até efetuar transações. 

Além das informações por meio, o projeto prevê que as instituições fixem em local visível cartazes com as informações sobre as fraudes mais comuns. Ainda de acordo com Barbosinha, atualmente as instituições não adotam tais medidas de divulgação para não passarem a impressão de que o sistema tem riscos.

A matéria foi apresentada na semana passada na Assembleia, após o recesso parlamentar, e deve ser distribuída na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) na próxima terça-feira (11).

Jornal Midiamax