Política

Relatório: Olarte diz que maiores erros de Bernal foram inoperância e centralização

Durante a entrevista coletiva no Hotel Grand Park, nesta segunda-feira (24), o prefeito Gilmar Olarte evitou citar o nome do antecessor, Alcides Bernal, mas não poupou críticas a ele. Para o chefe do Executivo, o maior erro do ex-prefeito foi a ineficiência causada por ser centralizador e por inoperância. A entrevista foi realizada para apresentar […]

Arquivo Publicado em 24/03/2014, às 14h12

None
410170873.jpg

Durante a entrevista coletiva no Hotel Grand Park, nesta segunda-feira (24), o prefeito Gilmar Olarte evitou citar o nome do antecessor, Alcides Bernal, mas não poupou críticas a ele. Para o chefe do Executivo, o maior erro do ex-prefeito foi a ineficiência causada por ser centralizador e por inoperância. A entrevista foi realizada para apresentar um levantamento preliminar sobre a situação da Prefeitura de Campo Grande.

Olarte disse que está enfrentando “uma situação difícil” e prometeu não cometer os mesmos erros de Bernal. O novo prefeito comparou Campo Grande a uma grande empresa, com 20 mil funcionários, e disse ser “muito perigoso” administrar algo dessa dimensão sozinho.

O prefeito, no entanto, reconheceu que não poderá agradar a todos. “Se Jesus não teve unanimidade e foi crucificado, quem sou eu?”, declarou. Olarte é pastor evangélico.

Jornal Midiamax