Política

Grupo de Olarte se antecipa a Bernal e faz reunião antes do encontro estadual do PP

Prefeito Gilmar Olarte diz ter a garantia do presidente nacional da legenda, senador Ciro Nogueira, das vagas para os pré-candidatos disputarem as eleições.

Arquivo Publicado em 02/05/2014, às 15h46

None
885855033.jpg

Prefeito Gilmar Olarte diz ter a garantia do presidente nacional da legenda, senador Ciro Nogueira, das vagas para os pré-candidatos disputarem as eleições.

O grupo político do prefeito Gilmar Olarte e do secretário Cezar Afonso (Meio Ambiente e Controle Urbanístico) se antecipou ao Encontro Estadual do Partido Progressista, convocado por Alcides Bernal, e realizou uma reunião na manhã desta sexta-feira (2), no Hotel Exceler, em Campo Grande. No encontro, Olarte afirmou ter a garantia do presidente nacional da legenda, senador Ciro Nogueira, das vagas para os pré-candidatos desse grupo disputarem as eleições. Ele disse ainda que a Comissão Provisória Estadual não tem autonomia para decidir sobre as candidaturas e as coligações.

“Estivemos eu, o Cezar Afonso e o Luiz Carlos Bueno, que é da nacional, em Brasília, e o presidente nacional disse que está aguardando para ver qual decisão vai tomar nos próximos dias [sobre a presidência da legenda em MS], mas independente disso garantiu que os candidatos que estão conosco vão ter as vagas para disputar as eleições para deputado estadual, federal e o que mais formos disputar”, disse Olarte.

O grupo do prefeito e de Cezar Afonso faz oposição ao atual presidente da Comissão Provisória, o ex-prefeito Alcides Bernal. “Não nos sentimos mais representados pelo atual presidente [Bernal] por todo o histórico de equívocos administrativos. Foram várias as constatações de improbidades encaminhadas aos Poderes e o Ministério Público pediu a prisão dele. A Nacional está sabendo e ratifica a postura nossa”, prosseguiu.

Olarte afirmou que o seu grupo político tem de 70% a 80% do PP em Mato Grosso do Sul. “Esse grupo tem legitimidade. O regimento diz que quem tem o maior mandato tem o direito de comandar o partido”, acrescentou. Cassado pela Câmara Municipal, Alcides Bernal não tem mandato.

Um documento será encaminhado à presidência nacional do PP com as pretensões desse grupo dissidente do PP. O prefeito declarou ainda que não vai participar da reunião marcada para o período da tarde.

Antes da reunião, o secretário Cezar Afonso afirmou que não via problema em participar do encontro à tarde com o ex-prefeito Alcides Bernal. “Política se faz com inteligência, não se faz com o fígado”, disse.

Segundo ele, as decisões no PP são pela maioria. Ele informou ainda que o PP é o quarto maior partido de Mato Grosso do Sul com 23 vereadores e três vice-prefeitos (Aquidauana, Bela Vista e Camapuã).

Jornal Midiamax