Os deputados federais Fábio Trad e Geraldo Resende (PMDB) afirmaram que jantaram nesta quarta-feira (14) com o pré-candidato a Presidência da República, Eduardo Campos (PSB) e discutiram como estão as conversas sobre os apoios a ele nos Estados.

Também participaram do jantar o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), o senador Pedro Simon (PMDB-RS) e outros cinco deputados do partido.

O senador Moka não participou, mas o parlamentar já teria se encontrado com Campos na semana passada.

“Discutimos a questão da impossibilidade de compartilharmos palanque com o PT regional, as diferenças que existem entre essa aliança nas regiões e a construção do apoio a Campos aqui em Mato Grosso do Sul”, afirmou.

Sobre quais vantagens o PMDB teria em apoiar Campos no Estado, Trad disse que o assunto não foi colocado em pauta porque o partido ainda está analisando a aliança.

“Aqui no Estado há a posição do André, mas o PMDB caminha para apoiar o Campos. Mesmo porque o André tem questões administrativas para apoiar a Dilma”, explicou o deputado.

O presidenciável disse que encontra a mesma situação de Mato Grosso do Sul em 11 Estados, onde o PMDB não quer apoiar a reeleição de Dilma Rousseff e no respaldo disso na aliança nacional. Por telefone, Resende disse que a conversa que manteve no jantar com Campos ontem foi a mesma relatada por Fábio Trad.