Política

Reunião com Dilma servirá para estreitar laço entre Bernal e a presidente

O prefeito eleito em Campo Grande, Alcides Bernal (PP), reúne-se com a presidente Dilma Rousseff (PT) na próxima semana. O encontro entre o futuro prefeito e a presidente estava marcado para esta semana, mas teve que ser adiado por conta de uma agenda da presidente na Argentina. A audiência entre Bernal e Dilma foi confirmada […]

Arquivo Publicado em 30/11/2012, às 18h33

None

O prefeito eleito em Campo Grande, Alcides Bernal (PP), reúne-se com a presidente Dilma Rousseff (PT) na próxima semana. O encontro entre o futuro prefeito e a presidente estava marcado para esta semana, mas teve que ser adiado por conta de uma agenda da presidente na Argentina.

A audiência entre Bernal e Dilma foi confirmada pelo senador Delcídio Amaral (PT). Ele revelou que o encontro servirá para apresentar o novo prefeito à presidente. “A Dilma vai receber o Alcides Bernal. Já falei com ela. Quando estivemos lá foram dias agitados. A Dilma foi para a Argentina se encontrar com a presidenta de lá. Então, adiou-se essa reunião, mas o Alcides será recebido pela presidente. A pauta é repetir tudo aquilo que o Alcides tem defendido e ao mesmo tempo para que ela conheça o Alcides e tenha uma relação mais próxima. Tenho certeza que ele vai tocar as coisas com desenvoltura”, revelou.

Delcídio contou que a semana em Brasília foi de muito trabalho. Ele acompanhou Bernal em várias agendas, incluindo encontros com a coordenação política da presidente e nos ministérios da Educação e Cidades. Entre as reivindicações feitas por Bernal está a verba para a construção do Hospital Municipal e para obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

“O PAC está passando por um processo de seleção e aí no processo que vão definir o valor de investimentos. Estão anunciando valor cheio, mas que na verdade é um desejo. Agora, Campo Grande entra com outras capitais nesse processo de seleção”, explicou o senador, lembrando que um dos pedidos do futuro prefeito para a bancada foi o de ajuda para que se traga o maior número de recursos possíveis para Campo Grande.

Delcídio avaliou as agendas como produtivas. Ele lembrou que o ministro da Educação, Aluízio Mercadante, se dispôs a receber Bernal em uma audiência com o novo secretário de Educação, para incluir a Capital nos programas que o ministério está lançando. No Ministério das Cidades, Bernal tratou do PAC e, segundo Delcídio, o ministro Aguinaldo Ribeiro, indicado pelo partido de Bernal, revelou que está “absolutamente” alinhado aos interesses de Campo Grande.

Jornal Midiamax