Política

Puccinelli exonera primeiro escalão para reconvocar no dia 1º

O governador André Puccinelli (PMDB) exonerou, a pedido, todo seu primeiro escalão, além de nomes que figuravam na chefia de fundações e servidores em cargos de confiança. O rito que é de praxe ao final de um mandato está publicado no Diário Oficial de hoje. As exonerações valem a partir do dia 1º de janeiro […]

Arquivo Publicado em 30/12/2010, às 12h29

None

O governador André Puccinelli (PMDB) exonerou, a pedido, todo seu primeiro escalão, além de nomes que figuravam na chefia de fundações e servidores em cargos de confiança. O rito que é de praxe ao final de um mandato está publicado no Diário Oficial de hoje. As exonerações valem a partir do dia 1º de janeiro de 2011, mesma data em que deve reconvocar quase todos os nomes de seu atual secretariado. Eles serão reempossados em solenidade no dia 1º de janeiro, às 10 horas, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, uma hora depois da posse do próprio governador na Assembleia Legislativa.

Estão sendo exonerados por meio dos decretos publicados hoje e devem retornar ao primeiro escalão do segundo governo Puccinelli, Osmar Domingos Jeronymo (secretário de Governo), Mário Sérgio Maciel Lorenzetto (Fazenda), Thie Higuchi Viegas dos Santos (Administração), Carlos Alberto Negreiros Said Menezes (Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia), Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias (Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo), Wilson Cabral Tavares (Obras Públicas e de Transportes), Tânia Mara Garib (Trabalho e Assistência Social), Maria Nilene Badeca da Costa (Educação), Beatriz Figueiredo Dobashi (Saúde) e Wantuir Francisco Brasil Jacini (Justiça e Segurança Pública).

Carlos Eduardo Xavier Marun que comanda a Secretaria de Habitação e das Cidades também está sendo exonerado junto com os demais. Porém, como foi reeleito deputado estadual não deve tomar posse no dia 1º. A ideia do governador é de que ele reassuma a vaga na Assembleia. Outro nome que figurou no primeiro escalão de Puccinelli e também foi eleito para cargo eletivo é Edson Giroto, ex-secretário de Obras, que conquistou vaga na Câmara Federal. Ele assumirá a cadeira no Congresso.

Estão sendo exonerados das fundações, Américo Ferreira Calheiros (Cultura) – ele ocupa também a diretoria da Fundação Estadual Jornalista Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa –, Júlio César Komiyama (Desporto e Lazer), Nilde Clara de Souza Benites Brun (Turismo). Assim como no caso da maioria dos secretários, a expectativa é de que eles retornem às funções.  Veja as exonerações publicadas hoje entre as páginas 19 e 21 do Diário Oficial de hoje abrindo o arquivo abaixo.

Jornal Midiamax