Gilberto Sanchez Gally, de 43 anos, sofreu um grave acidente após ter o carro atingido por um Fiat Uno na na fronteira com , cidade a 429 km de

O acidente aconteceu a poucos metros da entrada de acesso ao Terminal Rodoviário de Puerto Quijarro, na

Gilberto, segundo apurado pelo Diário Corumbaense, também é em Corumbá, ele contou ao jornal local que renasceu, pois, apesar do grave impacto da batida, teve ferimentos leves. 

“Foi o airbag que me salvou, certeza. O impacto foi muito violento, o Fiat Uno invadiu a pista contrária e bateu de frente no meu carro. Foi um susto tremendo”, lembrou.

Gilberto havia deixado um passageiro no terminal rodoviário de Puerto Quijarro, quando foi solicitado para outra corrida de volta da Puerto Suárez. 

“Ao fazer a entrada para acesso a Bioceânica, passou um veículo Noah e entrei atrás dele, para seguir a viagem com o passageiro e a poucos metros, já na estrada Bioceânica, percebi que o Noah diminuiu a velocidade e rapidamente saiu da pista, entrando ao lado contrário e como eu estava atrás, o Uno, que invadiu a pista onde estávamos, colidiu frontalmente com meu carro”, contou.

Após o forte impacto, Gilberto saiu pela janela e foi olhar se o passageiro estava bem. “Acabei caindo no chão e acordei no hospital”, disse.

Gilberto ainda falou que sofreu lesões na perna e o passageiro na cabeça. No Fiat, segundo ele, além do motorista, havia uma mulher e uma criança, que nada sofreram.

O motorista do Uno foi transferido para Corumbá, ele está internado, sofreu fratura na mandíbula, clavícula direita e outros ferimentos e está sob cuidados da enfermagem.

“Só agradeço e vejo que renasci. Pensei muito no meu filho. Agora é recuperar o bem (veículo) e voltar a trabalhar”, afirmou o taxista.