Não demorou muito para que os motoristas tentassem ‘burlar’ a fiscalização por drone da BPMTran (Batalhão da Polícia Militar de Trânsito), que começou nesta segunda-feira (8) em Campo Grande.

Já estaria circulando pelo WhatsApp uma lista com os pontos de fiscalização pela nova modalidade. A lista teria os nomes das ruas que a equipe do Batalhão monitora pelo ares com os equipamentos.

Isso porque, a partir de agora, os condutores flagrados em infrações serão multados. Os drones possuem objetivo de auxiliar a otimizar o efetivo da fiscalização e aumentar a linha de visão dos policiais.

Esse meio de policiamento é realizado em vias nas quais há o informativo de fiscalização aérea. De acordo com o tenente-coronel Carlos Augusto Regalo, comandante do batalhão, na segunda, foram aplicadas, em média, 10 notificações por hora.

Ao todo, foram 187 AITs (autos de infração de trânsito) aplicados:

  • 85 por avançar o sinal vermelho
  • 62 por não uso do cinto de segurança
  • 40 por utilizar aparelho celular enquanto dirige

O equipamento vai atuar de maneira permanente e fará parte rotina de trabalho do batalhão. Por enquanto, apenas um drone é utilizado, mas, segundo Regalo, já há processo de aquisição de mais aparelhos.