O motociclista Emerson de Jesus Antunes Braga, de 35 anos, que morreu em um acidente envolvendo uma bicicleta elétrica, na manhã desta segunda-feira (18), na Avenida Euler de Azevedo, em Campo Grande, estava indo para o trabalho, segundo o irmão que chegou ao local do acidente.

De acordo com o irmão, Emerson trabalhava em um prédio no fim da Avenida Mato Grosso. Ele tinha uma filha de 2 anos. O irmão acredita que Emerson tenha perdido o controle da , mas a dinâmica do acidente ainda não foi descoberta. 

O acidente aconteceu entre a motocicleta e uma bicicleta elétrica que era pilotada por um de 70 anos, que não ficou ferido com gravidade. Os dois seguiam na avenida sentido centro, quando aconteceu a

Há marcas de frenagem na pista da motocicleta que com o impacto foi parar a metros de onde o corpo da vítima estava. Foi tentada a reanimação, mas o motociclista não resistiu.

O idoso foi socorrido pela viatura da Ursa do com muitas dores. O capacete usado pelo idoso também parou a metros de distância. 

Acidente com bike elétrica no dia 6 de fevereiro

No último dia 6 de fevereiro, outro acidente envolvendo bicicleta elétrica terminou em morte na Capital. Kátia Silene, de 43 anos, morreu depois que a roda da bicicleta que ela conduzia travou. Ela caiu e bateu a cabeça no chão. O acidente aconteceu em outra avenida de grande movimento, a Ernesto Geisel.

Segundo a perícia, Kátia estava em uma velocidade de 52 km/h, o que pode ter causado o acidente. Segundo o delegado, além da alta velocidade para o veículo, a mulher estava usando um capacete de baixa qualidade, que acabou se esfacelando quando ela caiu e bateu com a cabeça no meio-fio.