Moradores e comerciantes da Rua Cacildo Arantes, no Bairro Chácara Cachoeira, em , disseram ao Jornal Midiamax que já foram feitas inúmeras solicitações para a instalação de lombadas, onde a motociclista Miryan Lemes Torquato, de 22 anos, morreu atropelada por um caminhão.

Alcimara Aguirre Gomes, de 33 anos, gerente de uma clínica oncológica disse que já foram feitas reclamações e pedidos à Agetran para a instalação de faixa de pedestres e lombadas na rua devido ao grande fluxo de carros no local. 

Segundo Alcimara, um paciente da clínica também sofreu um acidente quando não conseguia atravessar a rua, já que os carros trafegam com uma velocidade alta para o local. 

Outro morador contou que placas já foram solicitadas para avisar peso e tamanho de caminhões que poderiam trafegar na rua, já que muitos acidentes com fios arrebentados pelos veículos foram causados. 

O acidente

O acidente aconteceu na Rua Cacildo Arantes, quando a motociclista bateu na porta de um veículo Creta que havia acabado de estacionar. Quando o motorista abriu a porta para descer, Miryan acabou batendo e caindo no asfalto.

O caminhão que seguia sentido centro passou por cima de Miryan que teve o corpo partido ao meio, morrendo na hora. O caminhoneiro ficou abalado com o acidente, assim como o condutor do carro que ficou aos prantos no local do acidente.

As ruas Flocos e Raul Pires Barbosa estão interditadas. Em maio deste ano, um ciclista morreu em um acidente parecido.