Polícia / Trânsito

Família consegue traslado e velório de Tiago será realizado em Pelotas

Tiago era torcedor fanático do Brasil de Pelotas e vai deixar saudade em quem o conheceu

Renata Volpe Publicado em 20/11/2021, às 10h03

Tiago era torcedor do time Brasil de Pelotas
Tiago era torcedor do time Brasil de Pelotas - Facebook, Reprodução

O corpo do mochileiro Tiago Escarcell Bohrer, de 32 anos, será velado na tarde deste sábado (20) em Pelotas, no Rio Grande do Sul, sua cidade natal. A família do rapaz conseguiu fazer o traslado do corpo na manhã de hoje, em aeronave do Corpo de Bombeiros, conforme informado pela mãe da namorada de Tiago, Jennifer Santos, que continua internada no CTI (Centro de Tratamento Intensivo), na Santa Casa de Campo Grande. 

Tiago morreu na manhã da última sexta-feira (19), depois de três dias internado, após sofrer um acidente na rodovia BR-060, em Paraíso das Águas. 

Ele e a namorada percorreram o Brasil em um mochilão, em cima de uma moto Honda Titan. Mato Grosso do Sul seria o último Estado a ser visitado pelo casal, antes de retornar para Pelotas. 

Porém, na tarde do dia 16, por volta das 15h, o motociclista Clovis Zolet, de 63 anos, estava numa moto BMW junto com um comboio de motos, quando tentou fazer uma ultrapassagem em local proibido, no km-97 e bateu de frente com a moto em que os dois estavam.

[Colocar ALT]
Reprodução (Redes Sociais)

Com a batida, o casal foi arremessado às margens da rodovia e Tiago teve a perna amputada no local com a colisão. Jennifer teve fraturas pelo corpo, sendo os dois socorridos em estado grave para uma unidade de saúde e depois levados para a Santa Casa de Campo Grande em vaga zero. 

Clovis acabou atropelado pelo último eixo da carreta que tentava ultrapassar e morreu no local. 

Humilde, torcedor fanático e querido por todos

Pelas redes sociais, é possível notar o perfil de Tiago. Era um rapaz humilde, querido por todos e torcedor fanático do Brasil de Pelotas. Ele até comemorava que o time iria jogar na série C. O jovem era motorista de aplicativo quando conheceu Jennifer, que trabalhava em uma sorveteria, em Pelotas. 

Ao contar para a jovem que iria fazer um mochilão pelo Brasil em cima de uma moto, ela se interessou e aceitou o desafio de percorrer o país ao lado de Tiago. Os dois criaram um perfil no YouTube chamado Canal do Mochileiro e postavam sobre os locais visitados e os perrengues que passaram. Durante a viagem, por muitas vezes dormiram em barracas às margens da rodovia ou eram acolhidos por moradores locais.

Quando chegavam nas cidades, o casal fazia malabarismo nos semáforos para conseguirem dinheiro para comida, feita em fogões improvisados. Algumas vezes, Tiago postava agradecimento por PIX que recebia para continuar a jornada. 

Um dia antes do acidente, os dois gravaram um vídeo dizendo que faltava apenas um estado para conhecer: Mato Grosso do Sul. "26° estado Distrito Federal registrado com sucesso. Já estamos 245 km do último estado brasileiro. O coração tá batendo radiante. Atualiza aí gurizada: RS, SC, PR, SP, RJ, MG, ES, BA, SE, AL, PE, PB, RN, CE, PI, MA, PA, AP, AM, RR, RO, AC, MT, GO, TO, DF e ? FALTA 1 ESTADO. BORAAAAA VIVEEEERRRRRRRR".

Transferência para Santa Casa

No hospital em Campo Grande, Tiago passou por um procedimento cirúrgico feito pela ortopedia e estava sedado e entubado no CTI (Centro de Tratamento Intensivo). Porém, na manhã de sexta-feira (19), o rapaz teve uma parada cardiorrespiratória, sem sucesso ao protocolo de reversão, e morreu às 7h55.

Jennifer está sedada, entubada e estável, mas segundo a mãe, o estado de saúde é delicado. A jovem deu entrada na noite de terça, com fratura de pelve, no tornozelo esquerdo e também nos dedos do pé esquerdo. A jovem já passou por cirurgia.

Traslado

Por um apelo feito pela família do rapaz, o corpo de Tiago foi levado em uma aeronave de resgate do Corpo de Bombeiros por volta das 7h deste sábado (20). De acordo com o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Luidson Noleto, a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) fez a solicitação para o traslado do corpo. "Ele era muito querido na cidade natal e então, como a família é humilde, atendemos a solicitação".

Noleto afirmou ainda que a família não foi na aeronave, que deve chegar na cidade por volta das 15h. "A equipe que levou o corpo deve retornar a Campo Grande no próximo domingo".

Jornal Midiamax