Polícia / Trânsito

Apaixonado por moto, morto em acidente com namorada seguia para entrevista de emprego

Eduardo Bruschi, de 21 anos, que morreu em um acidente na manhã desta sexta-feira (7), junto da namorada Hellen Oliveira Dinis de 17 anos, estava a caminho de uma entrevista de emprego. A adolescente estava indo para fazer companhia ao namorado com quem mantinha um relacionamento há pelo menos 1 ano. O rapaz, que era […]

Thatiana Melo Publicado em 07/08/2020, às 11h43 - Atualizado às 18h11

(Reprodução Instagram)
(Reprodução Instagram) - (Reprodução Instagram)

Eduardo Bruschi, de 21 anos, que morreu em um acidente na manhã desta sexta-feira (7), junto da namorada Hellen Oliveira Dinis de 17 anos, estava a caminho de uma entrevista de emprego. A adolescente estava indo para fazer companhia ao namorado com quem mantinha um relacionamento há pelo menos 1 ano.

O rapaz, que era filho único, era apaixonado por motos como mostra a publicação em sua rede social Instagram “Paixão em duas rodas…, só irei largar o par de rodas quando Deus me der um par de asas”. Eduardo não bebia e nem fumava, era muito tranquilo, segundo o tio do rapaz, Luís de 53 anos.

Apaixonado por moto, morto em acidente com namorada seguia para entrevista de emprego

A mãe da jovem foi até o local, mas não falou com a imprensa por estar transtornada com o acidente que terminou na morte de sua filha. O casal de namorados estava em uma motocicleta esportiva Suzuki 750, e segundo relatos de testemunhas a moto estava em alta velocidade.

A motocicleta bateu em uma camionete Toyota que fazia a conversão na Avenida Lúdio Martins Coelho para entrar na rua Rodolfo Andrade Pinho. A motocicleta vinha pela Duque de Caxias em alta velocidade, sendo que a camionete descia pela Lúdio Martins Coelho sentido vila base e ao fazer uma conversão à esquerda se chocou com a motocicleta. Com o impacto, a camionete rodou na pista e foi parar no lado contrário de onde aconteceu o acidente, e os passageiros da moto ‘voaram’.

O morreu no local antes da chegada do socorro, já a passageira que ficou gravemente ferida passou por reanimação por socorristas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas acabou não resistindo e morreu. Um dos passageiros da camionete, de 62 anos, disse que estavam voltando de Corguinho e que a moto estava muito rápida e não viram o veículo.

Uma testemunha que estava com o carro parado no mesmo sentido em que a motocicleta transitava contou ao Jornal Midiamax, que a moto estava realmente muito rápida e que com certeza o motorista da camionete não viu. Na camionete estavam quatro passageiros, que voltavam de uma fazenda, e ninguém ficou ferido.

Jornal Midiamax