Polícia / Trânsito

Hilux cai na antiga pedreira do São Francisco, supostamente fugindo de assaltantes

Motorista diz que estava fugindo de assaltantes

Midiamax Publicado em 20/01/2016, às 12h07

None
capa_1.jpg

Motorista diz que estava fugindo de assaltantes

O motorista de uma Hilux, um jovem de 20 anos, colidiu em um veículo Fiat Uno, quebrou uma barreira de concreto e caiu em uma pedreira desativada no Bairro São Francisco. O acidente aconteceu na noite dessa terça-feira (19), por volta das 23h50, no cruzamento das ruas Amazonas e Pedro Celestino, próximo do centro da Capital.

De acordo com a assessoria de comunicação do BPTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito), o motorista da Hilux, seguia no sentido leste/oeste quando colidiu com o Uno que estava na Amazonas. Com o impacto da colisão, o veículo acabou caindo na antiga pedreira.

Uma moradora da região, que preferiu não se identificar, disse à equipe de reportagem do Jornal Midiamax, que o motorista da Hilux mencionou que trafegava pela Pedro Celestino, quando foi abordado por dois homens, em uma moto, que pediram para que ele entregasse o veículo. O condutor teria alegado ainda que ultrapassou o sinal vermelho para tentar fugir do suposto assalto.

A mesma versão foi apresentada para a equipe do Corpo de Bombeiros que socorreu os condutores, do Uno e da Hilux, com ferimentos leves, e encaminhou as vítimas para a Santa Casa.

Motoristas que passavam pelo local disseram que o motorista da Hilux foi flagrado ultrapassando vários cruzamentos ainda com o sinal vermelho. Os policiais que atenderam a ocorrência afirmaram desconhecer que o jovem que caiu na pedreira estava sendo perseguido por assaltantes. 

Trânsito –

A morados Brenda Costa, de 24 anos, que passou pelo local pouco depois do acidente destaca a necessidade de uma lombada eletrônica. “Ninguém respeita a sinalização por aqui. É uma rua muito perigosa, precisa de um redutor de velocidade”, frisa.

Jornal Midiamax