Polícia / Trânsito

Caminhoneiros liberam rodovias, mas mantém protesto às margens da BR-267

Eles protestam contra alta nos impostos

Midiamax Publicado em 10/11/2015, às 20h18

None
caminhoneiros.jpg

Eles protestam contra alta nos impostos

Caminhoneiros contra o governo Dilma Rousseff (PT), a alta nos impostos e elevação dos combustíveis continuam protestando em rodovias de Mato Grosso do Sul. Eles liberaram o trânsito, mas continuam estacionados nos acostamentos em protesto. Na BR-267, a manifestação é registrada em dois pontos, próximo a Maracaju e Jardim. 

De acordo com a assessoria da PRF (Polícia Rodoviária Federal), são 150 carretas estacionadas no acostamento no km 367, em Maracaju. No km 479, em Jardim, são 10 caminhoneiros parados. Eles afirmaram que a previsão do término da manifestação é as 18 horas.

“Ambas manifestações são pacíficas. Eles estão apenas parados, estacionados, no acostamento. Não há bloqueio nas rodovias do Estado”, explicou o assessor de comunicação social da PRF, Tercio Baggio. 

Ontem (09), além da BR-267, a MS-134, próximo ao km 121, em Nova Andradina, tinha sido interditada, assim como a BR-463, no km 105, próximo a Ponta Porã. 

Esta é a segunda greve de caminhoneiros no ano. A primeira ocorreu em fevereiro e as interdições em rodovias prosseguiram até abril. 

Jornal Midiamax