Polícia / Trânsito

PRF divulga balanço e diz que alta velocidade ainda é principal fator de acidentes

Finalizada a Operação Corpus Christi às 0h de ontem (10), a PRF (Polícia Rodoviária Federal) afirma que o excesso de velocidades nas estradas ainda é principal fator causador de acidentes. “Constatamos que os acidentes nas rodovias federais tiveram como causa principal o excesso de velocidade, ainda mais nos dois que resultaram em morte em Aparecida […]

Arquivo Publicado em 11/06/2012, às 12h17

None
2017478168.jpg

Finalizada a Operação Corpus Christi às 0h de ontem (10), a PRF (Polícia Rodoviária Federal) afirma que o excesso de velocidades nas estradas ainda é principal fator causador de acidentes.


“Constatamos que os acidentes nas rodovias federais tiveram como causa principal o excesso de velocidade, ainda mais nos dois que resultaram em morte em Aparecida do Taboado e Paranaíba”, afirma o inspetor da PRF, José Ramão Mariano Filho.


Durante a operação 2012, o órgão contabilizou 54 acidentes nas rodovias de Mato Grosso do Sul, oito a mais do que no ano passado. Feridas foram 30 pessoas, 14 a mais do que em 2011, quando 16 pessoas se machucaram nas estradas.


Já o número de mortos é equivalente a 2011, sendo dois acidentes fatais. Neste ano uma pessoa também foi presa por estar embriagada e mais duas levaram multas por alcoolemia.


“Acidentes com colisões traseiras, principalmente por conta do grande fluxo de veículos, também foram freqüentes em Mundo Novo, cidade que dá acesso ao Paraguai. Aliado a desatenção dos motoristas também há o excesso de velocidade, que induzem a maximizam a proporção do acidente”, avalia o inspetor Mariano.

Jornal Midiamax