Três criminosos com idades entre 20 e 25 anos foram presos pela invasão e furto do apartamento de luxo do ex-governador, Reinaldo Azambuja, no fim de semana, em Campo Grande. Os criminosos fugiram para São Paulo logo após o crime.

Informações obtidas pelo Jornal Midiamax são de que os criminosos haviam fugido para São Paulo e o carro usado por eles teria sido interceptado. Com isto, eles acabaram sendo encontrados no estado paulista. Equipes do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assalto e Sequestro) foram para São Paulo.

Ainda de acordo com o que apurou a reportagem, com os criminosos foram encontrados relógios e dinheiro, mas as joias já teriam sido vendidas.

Um cartão de acesso de outro prédio também foi localizado com os criminosos, o que demonstra a invasão a outros imóveis. A quadrilha seria especializada.

Não há informações se os criminosos serão trazidos para Campo Grande ou irão ficar presos em São Paulo. 

Invasão a apartamento

A invasão no apartamento ocorreu antes das 17 horas de domingo (9), e não havia ninguém no imóvel no momento do furto. Do apartamento foram levados joias e dinheiro. Na manhã de segunda-feira (10), equipes do Garras estavam em diligências e chegaram a voltar ao prédio.

A polícia foi até o local atrás de câmeras de segurança que possam ter flagrado a ação dos criminosos. Não há informações se outros apartamentos foram invadidos. 

No entanto, a polícia investiga se os bandidos teriam informações privilegiadas, já que a invasão aconteceu no aniversário de Maracaju – quando o ex-governador não estaria no imóvel, por conta das festividades naquela cidade.

Azambuja não deu declarações

O ex-governador Reinaldo Azambuja estava em Aquidauana na segunda-feira (10), quando questionado pela equipe do Jornal Midiamax no local, Azambuja disse apenas que não vai se manifestar sobre o assunto.