Foi morto durante uma troca de tiros com a polícia, o suspeito de assassinar por engano, o empresário Tiago Valdecir Sandrin, de 38 anos. O crime aconteceu na lanchonete da vítima, na noite deste sábado (20), em , município distante 361 quilômetros de Campo Grande. O suposto alvo dos atiradores seria um funcionário do estabelecimento.

Conforme a Polícia Civil, neste domingo (21), os policiais descobriram o paradeiro do suspeito de efetuar mais de 20 disparos contra o estabelecimento. No imóvel, foram presos cinco homens e uma menor de foi apreendida.

Ainda segundo a Polícia Civil de Sonora, o suposto assassino de Tiago teria efetuado disparos contra os policiais que revidaram e o criminoso acabou morrendo.

CRIME

Segundo o site Idest, a Polícia Civil relatou que por volta das 22h dois indivíduos não identificados chegaram no comércio a bordo de uma bicicleta e efetuaram vários disparos de de fogo.

Tiago Sandrin foi atingido e levado para o Hospital ainda com vida, porém, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Conforme o delegado responsável, Murilo Jorge, o empresário foi morto por engano, já que o ‘alvo' dos criminosos seria um funcionário do comerciante. No local do crime foram encontrados 26 projéteis deflagrados de pistola calibre 9mm. O suspeito de ter pilotado a foi preso neste domingo.

Após o ataque

Logo após o ocorrido na Lanchonete Sandrin que vitimou Tiago, todos os comércios que funcionam a noite foram fechados, muita correria e medo pelas ruas. Neste domingo (21), ainda de acordo com o Idest, a cidade amanheceu deserta, tomada por medo e tristeza.