O professor de uma escolinha de futebol investigado pela DEPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente) depois de pedir ‘nudes’ para um adolescente, de 12 anos, aproveitava para fazer ligações para a vítima quando os pais do menino estavam no trabalho. 

Segundo informações, o menino havia ido fazer um teste na escolinha de futebol e começaria em fevereiro as aulas. Depois do adolescente fazer o teste, o professor passou a ligar para a vítima no período da manhã, quando os pais do menino estavam no trabalho. 

Mas, a mãe do adolescente atendeu uma das ligações, já que estava de férias, e o professor desligou o celular. O suspeito havia pedido fotos para o garoto da parte de cima do corpo, sendo que o menino enviou. 

Depois, o professor pediu fotos da parte de baixo do corpo do garoto dizendo: “se você mandar as fotos, te bancar na Copa que vai ter no Paraná”. O caso foi registrado como assédio sexual.

O Jornal Midiamax tentou entrar em contato com a escolinha de futebol, através de mensagens, mas até a publicação da matéria não obtivemos resposta. O espaço segue aberto para futuras manifestações.