A Polícia Civil iniciou diligências sobre uma criança que teria sido estuprada por um amigo do pai em Mato Grosso do Sul. Ela escreveu um bilhete pedindo ajuda e entregou a uma professora durante uma aula do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas), em uma escola na última segunda-feira (15).

O Jornal Midiamax não revelará a cidade onde aconteceu o crime, nem nomes, para preservar a vítima, seguindo as diretrizes do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).

Por se tratar de menor, o caso é investigado pela Delegacia de Atendimento à Mulher da cidade. Conforme apurado pela reportagem do Jornal Midiamax, a ocorrência registrada pela PM (Polícia Militar) chegou à especializada nessa terça-feira (16) e desde então os policiais civis realizam as diligências sobre o caso.

A menina está no 5º ano e tem aulas do Proerd, programa coordenado pela Polícia Militar para enfrentamento e conscientização contra o uso de drogas. O bilhete foi entregue a professora que ministrava as aulas do programa.

O bilhete dizia: “um homem ontem me apertou e começou a pegar nas partes íntimas. Pode me ajudar?” Após ler o bilhete, a professora fez sinal com a cabeça que iria ajudá-la.

A diretora da escola estadual foi avisada sobre os fatos e os pais da menina foram chamados na escola. Em conversa separada com a professora, a criança voltou a afirmar sobre o estupro.

Segundo as investigações, o suspeito tinha o costume de dormir na casa dos pais da menina. Ainda não há informações se ele foi preso.