Agentes da Polícia Civil de Dourados, por meio da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) e também com o apoio da PRF (Polícia Rodoviária Federal), cumprem mandado de prisão contra um agente afastado por contrabando. Ele é acusado em um novo processo por crime de violência doméstica.

Segundo informações apuradas pela reportagem do Jornal Midiamax, a decisão está sendo cumprida em Ponta Porã, na fronteira com Pedro Juan Caballero, onde agente afastado cursa medicina em uma universidade paraguaia.

No processo por contrabando, o agente chegou a ser preso por agentes da própria PRF no estacionamento do Shopping de Dourados, quando repassava uma carga de aparelhos celulares.

A reportagem também entrou em contato com a delegada da DAM que acompanha a prisão preventiva por violência doméstica, mas ainda não recebeu detalhes sobre as denúncias contra o agente.