Na manhã desta terça-feira (20), a PF ( Federal) deflagrou a Operação Res Publica. O alvo é uma responsável por invadir, ocupar e vender terras públicas de propriedade da União na cidade de Ponta Porã, na fronteira com Pedro Juan Caballero.

Durante as investigações, os agentes descobriram que os acusados promoviam a invasão de terras públicas, praticando também outros crimes como corrupção, falsidade ideológica e .

Segundo informações da PF, foram cumpridos sete mandados de busca e , duas prisões preventivas, além de outras medidas cautelares como o afastamento das atividades de público.

Cerca de 32 policiais federais participaram da Operação Res Publica, cujo nome é uma expressão latina que significa “coisa do povo”, “coisa pública”.