O que seria um em família por pouco não terminou em tragédia em . Na tarde deste domingo (28), uma mulher de 49 anos se afogou na piscina de um clube na Avenida Gury Marques, no bairro Santa Felicidade.

Informações apuradas pelo Jornal Midiamax indicam que a vítima estava na piscina com a filha quando, por volta das 16h30, decidiu ir para a parte mais funda da piscina, que é de aproximadamente 2,3 metros na parte funda e 1,4 na parte rasa.

A mulher foi se deslocando com as mãos apoiadas na borda até chegar à parte funda, onde acabou se afogando. A mulher teve uma espécie de fraqueza nas pernas porque havia participado de atividade física intensa anteriormente. A filha chegou a ver a mãe acenando pedindo ajuda, mas pensou se tratar de uma brincadeira.

Uma mulher que seria salva-vidas do clube pulou na piscina para prestar socorro, no entanto, a filha da banhista foi quem conseguiu salvá-la. Após ser retirada, a mulher passou por manobras de RCP (ressuscitação cardiopulmonar) e respiração boca a boca realizada pelo marido, que é militar do Corpo de e estava em uma piscina mais distante de homem estava a mulher.

A banhista permaneceu inconsciente por cerca de 3 minutos e não respondia a nenhum estímulo, chegando a ficar roxa. Quando a equipe do chegou ao local, ela já havia recuperado a consciência, sendo levada a um hospital particular para avaliação de seu estado de saúde.

Segundo funcionários do clube, a mulher é uma frequentadora recreativa, ou seja, não é sócia do local, e teria consumido bebidas alcoólicas antes de entrar na piscina.

O que fazer em caso de ?

  • Se você for a vítima, mantenha a calma e não lute contra a força e correnteza da água. Guarde suas forças para flutuar e tente acenar por socorro. É menos desgastante e produz maior efeito;
  • Só grite se realmente alguém puder lhe ouvir, caso contrário, você estará se cansando e acelerando o afogamento;
  • Coloque os pés à frente, barriga para cima e direcione o braço para usá-lo como um leme, desta forma a própria correnteza o levará a margem;
  • Se você for socorrer alguém, analise os riscos e tome cuidado para não se tornar mais uma vítima;
  • Chame por ajuda e jogue qualquer material de flutuação ao afogado (garrafa pet vazia tampada, tampa de isopor, bola, etc.);
  • Deixe primeiro que a vítima se agarre ao objeto e fique segura. Só então tente puxá-la para a área seca, com ajuda de galhos, corda, ou outro material.

Em caso de afogamento, acione o Corpo de Bombeiros Militar pelo número 193

Corpo de Bombeiros esteve no local (Henrique Arakaki, Midiamax)