A Polícia Militar Rodoviária prendeu uma mulher que transportava entorpecente preso ao corpo em Maracaju, cidade a 159 quilômetros de Campo Grande. Equipe do Tático Operacional Rodoviário foi quem prendeu, na tarde desta segunda-feira (15), a mulher que transportava entorpecente preso ao corpo em um veículo de aplicativo na MS-162.

De acordo com a polícia, os agentes realizavam policiamento e abordagem para fiscalização de trânsito, por volta das 17h, quando deram ordem de parada ao Fiat Punto, de Campo Grande.

Ainda segundo a polícia, equipe da PMR realizou abordagem ao veículo (motorista de aplicativo), que fazia o itinerário Ponta Porã a Campo Grande. Após verificação de documentos pertinentes, os policiais solicitaram a revista veicular.

No momento que a passageira, 36 anos, que aparentemente estava grávida, desceu do carro, foi observado um volume nas costas. Perguntado o motivo do volume desproporcional, a mulher confessou ter entorpecente preso ao corpo.

Após a revista ser realizada por uma policial feminina, foram localizados invólucros de skunk, que posteriormente, totalizou 4,2 kg do entorpecente. Aos policiais, a autora disse que receberia 2 mil reais para levar o entorpecente de Ponta Porã para Campo Grande.