Caminhoneiro – que não teve nome e idade divulgados – foi preso com a maior quantidade de apreendida em 2024 no país. O motorista disse à PRF (Polícia Rodoviária Federal) que saiu com o caminhão de Laguna Carapã, cidade localizada na região sul do Estado, a 275 quilômetros de .

Conforme informações da PRF, a aconteceu na tarde de quarta-feira (10), durante patrulhamento na BR-163, em Santa Lúcia, cidade no interior do Paraná. A estava escondida em uma carga de soja. Ao todo, foram apreendidos: 6.306 quilos de maconha, além de 13,4 quilos de skunk, uma versão mais potente da droga.

O motorista foi abordado por causa das condições inadequadas dos pneus. Ao ser parado, o caminhoneiro disse que havia carregado a soja em Laguna Carapã e que seguia com destino a Paranaguá. Ao ser questionado sobre o motivo pelo qual estava em uma estrada em direção a Santa Catarina, ele apresentou bastante nervosismo e não soube responder.

A equipe da PRF decidiu verificar a carga e, quando iniciou a vistoria, o motorista confessou que estava transportando algo ilegal, dizendo que “tinha coisa errada no meio da carga”. Os policiais tiveram que descarregar toda a soja para que pudessem localizar a droga.

Segundo a PRF, essa foi a maior apreensão de maconha realizada neste ano. O prejuízo para o tráfico é de aproximadamente R$ 13,5 milhões. O motorista foi preso em flagrante e encaminhado para a polícia judiciária para o registro do crime.

A PRF do Paraná é responsável pelas sete maiores apreensões de maconha no país, totalizando, apenas no Estado, 45 toneladas da droga, gerando prejuízo de R$ 97,5 milhões às organizações criminosas.