Caminhoneiro, de 67 anos, que se envolveu em um acidente que deixou dois mortos, na manhã deste sábado (24), na BR-163, em Campo Grande, foi preso por omissão de socorro. Após perceber que a carreta britem de nove eixos foi atingida pelo veículo Honda City, onde estavam as vítimas, ele deixou o local.

O acidente aconteceu por volta das 5h30 deste sábado. O caminhoneiro saia de um posto de combustível localizado às margens da rodovia. Ele fazia o contorno para entrar na rodovia, sentido São Paulo, quando foi atingido pelo Honda City que seguia em direção de .

No veículo estava um casal, sendo o condutor e uma passageira. As vítimas – ainda não identificadas – não resistiram e morreram no local. O motorista da carreta foi conduzido pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) para a (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do Centro Especializado de Polícia Integrada) onde permanece preso por omissão de socorro.

“O caminhoneiro disse que deixou o local para se recompor e depois retornou, no entanto, ao ver que a concessionária responsável pela administração da rodovia fazia o atendimento, voltou para a carreta, mas ele tinha por obrigação permanecer no local e acionar o socorro”, pontua o delegado Felipe Paiva, que atendeu a ocorrência.

A defesa do caminhoneiro, o advogado Alício Garcez Chaves, afirma que o motorista ficou abalado e, por isso, seguiu com a carreta por alguns metros, onde parou para entrar em contato com a empresa, onde trabalha.

Acidente aconteceu na rodoanel, (Henrique Arakaki, Midiamax)

“Ele ficou em choque e seguiu por alguns metros para ligar na empresa e informar sobre o acidente. Logo depois ele voltou, mas por ter deixado o local, o delegado entendeu que houve omissão de socorro e o prendeu. Como nesse caso a para homicídio culposo na direção de veículo automotor é aumentada, o delegado não pode arbitrar fiança”, explica.

O motorista, que a princípio foi conduzido pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) para a Depac Cepol para prestar esclarecimentos, foi preso. Ele permanece detido e aguarda a audiência de custódia.

Segundo acidente no mesmo local

Com o impacto da colisão, o Honda City, com placas de Campo Grande, ficou destruído. O motor do carro chegou a ser lançado no meio da pista.

De acordo com o boletim de ocorrência, após o acidente entre a carreta e o Honda City, um terceiro veículo que seguia pela rodovia bateu no motor do carro que estava na pista.

À polícia o motorista disse que viu apenas um vulto e não conseguiu desviar. Os danos foram materiais, sem outras vítimas.