Um , de 62 anos, foi preso na noite desta terça-feira (16) após ameaçar a ex-companheira de morte e tentar jogar veículo para fora da pista, na , próximo a , a 135 quilômetros de Campo Grande. O autor estava com uma arma de fogo e pegava no revólver para tentar intimidar a mulher. O filho do ex-casal, de 5 meses, também estava no veículo.

Informações apontam que o idoso mora em e viajou cerca de 210 quilômetros para buscar a ex-companheira e o filho, porque levariam o bebê para uma consulta médica em Campo Grande.

Durante o trajeto de volta, o autor realizou diversas ameaças de morte à vítima, inclusive, dizendo que ela iria parar “no paletó de madeira”. O idoso também mostrava a arma calibre 380 milímetros, que estava no porta-luvas do veículo.

Em determinado momento, tentou jogar o carro para fora da pista. O autor parou o veículo ao avistar uma viatura da PRF (Polícia Rodoviária Federal), desceu e mostrou um arranhão que possuía no pescoço. Após os relatos, a vítima e o autor foram conduzidos à delegacia.

A vítima contou, ainda, que foi agredida em outras ocasiões pelo idoso. Ela deixou que ele se aproximasse novamente para dar assistência nos cuidados com o bebê.

O caso foi registrado como ameaça e lesão corporal dolosa, no âmbito da violência doméstica.

Denuncie

Mulheres em situação de violência doméstica podem denunciar seus agressores. Um dos canais é pelo número 190 da Polícia Militar, que deve ser acionado em casos de urgência, quando há física. É importante ressaltar que todas as unidades da Polícia Militar e as Delegacias de Polícia Civil de Mato Grosso do Sul estão aptas para receber e orientar mulheres em situação de violência.

As vítimas de violência também podem buscar as DAMs (Delegacias de Atendimento à Mulher), em alguns municípios do interior.

Em Campo Grande, a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) realiza um atendimento especializado às vítima de violência doméstica e seus familiares. A delegacia está localizada na Rua Brasília, n. 85, Bairro Imá.