Um idoso, de 74 anos, identificado como Nelson Oguino, foi morto a cadeiradas pelos dois enteados, que não tiveram a idade revelada, na noite do último sábado (13), em Aquidauana, município a 139 quilômetros de Campo Grande. Os suspeitos foram presos e disseram que mataram o padrasto porque ele teria os expulsado de casa.

Informações do O Pantaneiro apontam que a esposa de Nelson contou aos policiais que saiu de casa a tarde para fazer cobranças e encontrou o marido caído ao chão, já desacordado, ao retornar para casa. A mulher conseguiu falar com o companheiro, que contou que os filhos dela quem tinham o agredido.

A Polícia Militar e equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionadas. O idoso seria transferido para a Santa Casa de Campo Grande, em estado grave, mas morreu enquanto aguardava a transferência.

Os policiais começaram as buscas pelos suspeitos, e os encontraram deitados em uma rua de Aquidauana. Os dois estavam sujos de sangue e confessaram o crime.

Ainda, afirmaram que a briga começou porque o padrasto disse que não os queria mais em casa. Os homens agrediram o idoso até a cadeira de madeira quebrar e, mesmo assim, continuaram até que ele desmaiasse.

Os homens foram presos e encaminhados para a Polícia Civil de Aquidauana.