Um homem, de 26 anos, foi preso em flagrante por coagir uma adolescente, de 14 anos, que teria sido vítima de estupro em uma cidade a 310 km de Campo Grande. 

Segundo a polícia, a menina havia solicitado medida protetiva de urgência, com base na Lei Henry Borel, de proteção a crianças e adolescentes em situação de violência.

Ao ser intimado da ordem de afastamento, o homem foi até a escola da menina com a irmã e mãe dele, onde passaram a coagir a vítima para que não contasse que parte dos estupros teriam ocorrido quando ela ainda tinha 13 anos, circunstância caracteriza o crime de estupro de vulnerável.

Sabendo da coação, a polícia foi até o local e a informação foi confirmada pela mãe da vítima. Posteriormente, o autor foi localizado escondido na casa da mãe dele, onde foi preso.

Ele responderá pelo estupro e por coação no curso do processo e descumprimento de medidas protetivas infantis.

Ainda em tempo, o envolvimento de outros familiares no ato de coação e favorecimento na fuga ainda será apurado.