O policial penal e ex-diretor da PED (Penitenciária Estadual de Dourados), Antonio José dos Santos, de 56 anos, foi preso na noite de domingo (28) na Vila Santa Luzia, em .

Conforme a ocorrência, a polícia foi acionada após testemunhas flagrarem um homem em um veículo, de cor prata, na Rua Santa Gertrudes, efetuar dois disparos de de fogo.

No local, a polícia fez diligências e encontrou dois homens, um deles o policial penal, em um Corolla, prata. Em busca pessoal nada de ilícito foi encontrado. No carro estava uma pistola .380, porém o servidor apresentou documentação da arma. 

À polícia, ele disse que efetuou o disparo para intimidar meliantes que furtaram sua residência em data anterior. O ex-diretor mora em Dourados, mas tem um imóvel no local dos fatos. 

Ele disse ainda que dias atrás trocou toda a fiação da residência que havia sido furtada. Contou ainda que foi na casa ligar as luzes quando percebeu algumas pessoas entrando em uma casa com placa de ‘vende-se', por achar estranho, resolveu atirar no chão, dentro de seu terreno, para intimidar possíveis ladrões.

Como Antônio apresentava sinais de embriaguez, foi solicitada a polícia de trânsito que realizou o teste do bafômetro e constatou embriaguez, tendo o teste apontado 0,46mg/L.

Ele contou que ingeriu bebida alcoólica no almoço e que não estava dirigindo o carro. O veículo foi liberado para a irmã de Antônio.

Antônio foi diretor da Penitenciária Estadual de Dourados, onde comandou por quatro anos.

Ele foi exonerado do cargo em setembro do ano passado. Ele é investigado por diversas denúncias de irregularidades.

A (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) disse em nota que a Corregedoria da Agepen irá instaurar procedimento administrativo para apurar o caso.