Agnaldo Miudinho, presidente da Municipal de – cidade localizada no sul do Estado, a 315 quilômetros de – esteve em Campo Grande nesta sexta-feira (23), para prestar depoimento na DHPP (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de e de à Pessoa) no contexto das investigações sobre a morte do vereador Farid Afif – assassinado a tiros em outubro de 2021.

Conforme informações apuradas pela equipe de reportagem do Jornal Midiamax, Agnaldo seria uma das pessoas a prestar depoimento sobre o caso, no entanto, a oitiva foi adiada.

Até o momento não se sabe a ligação do presidente da Câmara Municipal de Ponta Porã com o caso. A DHPP foi procurada pela equipe de reportagem, mas não quis comentar o caso.

Morte de Farid Afif

Farid Afif foi morto a tiros no dia 8 de outubro de 2021, na Rua Paraguai, em Ponta Porã, cidade onde era vereador pelo DEM (Democratas).

As investigações sobre o crime revelaram que o vereador estava pedalando pela cidade quando foi surpreendido pelos atiradores. Ele tentou se esconder, mas foi morto na frente de uma loja de veículos. Os criminosos usaram uma pistola calibre.45. A execução aconteceu em menos de 10 segundos.

O ex-vereador era empresário, casado e tinha três filhos ainda menores. O crime aconteceu no dia do aniversário da filha caçula do parlamentar.
Horas antes, Afif havia publicado uma homenagem à filha.

As investigações ainda não foram concluídas, mas indicam que o vereador era monitorado pelos suspeitos.