A Delegacia de Ribas do Rio Pardo e Energisa deflagraram uma operação contra a fraude em medidores de energia em residências e comércios na manhã desta quarta-feira (24).

Com dados da concessionária de energia elétrica e diligências do SIG (Setor de Investigações Gerais) foram encontradas diversas informações divergências sobre o consumo de energia em diversos pontos da cidade.

As fraudes, mais conhecidas como “gato”, trazem sobrecarga da rede elétrica e podem piorar a qualidade do serviço prestado, deixando o sistema mais suscetível a interrupções e oscilações de energia.

Seis imóveis foram averiguados para apurar a fraude na energia elétrica, pela perícia oficial. No total, três pessoas foram conduzidas até a delegacia para prestarem esclarecimentos à Delegada de Polícia Civil, Paula Barreto. Elas foram liberadas em seguida, mas uma pessoa foi autuada em flagrante pelo crime de furto mediante fraude.

A concessionária de energia ressalta que o furto de energia elétrica pode causar acidentes fatais por conta das ligações clandestinas, que podem provocar incêndios e explosões.

A ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) estima que as fraudes no Brasil são gigantescas, representando mais do que 31,5 mil gigawatts, o que pode sustentar imóveis em grande parte do Estado do Mato Grosso do Sul.