O (Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado) cumpriu mandados em contra pessoas ligadas ao vice-líder do Comando Vermelho, Miro Arcângelo Gonçalves de Jesus, conhecido como ‘Miro Louco' ou ainda ‘Gentil'. Foram cumpridos mandados de busca, apreensão e sequestro de bens. A foi denominada ‘Último Voo'.

Foram 19 mandados de busca e apreensão, em 19 endereços, sendo 15 alvos. Campo Grande foi um dos alvos do Gaeco que também cumpriu mandados em Cuiabá, Várzea Grande, Sinop, Sorriso e São José dos Quatro Marcos, além de Ananindeua, no Estado do Pará; e em Catanduvas, no Paraná.

Durante a ação, foram apreendidos aparelhos e chips de celulares, notebook, cinco veículos, em espécie, joias, uma barra de ouro, uma máquina de contar cédulas e documentos contábeis que indicam operações de traficância. Foi encontrado, ainda, aproximadamente um quilo de maconha.

A operação contou com 70 agentes do Gaeco e 180 servidores da Polícia Militar e Polícia Judiciária Civil.