O motorista do caminhão, suspeito de ser o responsável por matar uma família, foi liberado após pagar uma fiança de R$ 5 mil, neste sábado (2). Ele teria invadido a pista contrária e colidido contra uma caminhonete, no último dia 29 de fevereiro, na BR- 163, em Nova Alvorada do Sul, distante 115 quilômetros de Campo Grande.

O suspeito dirigia um caminhão, quando supostamente invadiu a pista contrária da rodovia, colidindo frontalmente com a caminhonete, uma Hillux. No veículo estavam Jucinei de Jesus Ferreira Martins, Simone de Fátima de Oliveira e a filha do casal, Lavínia de Oliveira Martins, de cinco anos.

Após dois dias do incidente, segundo o Alvorada Informa, o motorista recebeu liberdade mediante o pagamento de uma fiança no valor de R$ 5 mil. As autoridades afirmaram que as evidências apontam que o motorista invadiu a contramão.

Com a colisão, a caminhonete pegou fogo. A família morreu carbonizada. No dia da colisão, o motorista do caminhão teve ferimentos e precisou ser encaminhado para o hospital. As vítimas residiam no Estado do Paraná.