Um forte esquema policial montado entre Brasil e teve início nesta quinta-feira (1º) em e deve ser ampliado para outras regiões de fronteiras envolvendo os dois países. As ações fazem parte da Basalto I.

Segundo informações da (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai, as ofensivas são lideradas pelo CODI-FTC (Comando de Operações de Defesa Interna), que reúne o Ministério Público, Forças Militares, Polícia Nacional, Direção Nacional da Receita Tributária, DIMABEL e outras organizações.

O objetivo da operação é cobrir toda a área fronteiriça entre o Paraguai e o Brasil com operações, intervenções e controles destinados a coibir o tráfico de drogas, armas, e atividades relacionadas. Por sua vez, de forma coordenada, o Exército Brasileiro realiza ações semelhantes do lado brasileiro.

Somente no primeiro dia de intervenções, foram destruídas 60 toneladas de maconha. As ações foram concentradas em diligências realizadas em diversas cidades dos departamentos de Amambay e Canindeyú.

A Operação Basalto se estenderá por vários dias ao longo de toda a entre o Paraguai e o Brasil. Em cerimônia de lançamento da operação realizada em Pedro Juan Caballero, o ministro da Senad, Jalil Rachid, destacou o papel da operação para o combate o crime organizado e também a participação do Brasil.