Acusado de estupro da própria filha, homem de 38 anos teve a prisão preventiva decretada nessa segunda-feira (13). A decisão foi tomada pelo juiz da Terceira Vara Criminal, Pedro Henrique Freitas de Paula, após audiência de custódia.

Ele já estava detido em uma das celas da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) e foi encaminhado para a PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

A denúncia dos abusos sexuais foi feita pela própria vítima, em um templo religioso. Diante do fato, membros da igreja entraram em contato com a polícia e o Conselho Tutelar para comunicar o caso, que resultou na prisão do acusado.

De acordo com relatos da menina, os abusos eram frequentes e aconteciam desde que ela tinha 8 anos. Entretanto, durante o interrogatório da polícia, que havia apreendido seu aparelho celular, o pai da vítima negou as acusações.

Contundo, diante das evidências apresentadas, o juiz decidiu pela prisão preventiva para garantir a segurança da vítima e o andamento das investigações.