Agentes da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) fizeram novas ofensivas contra lavouras de maconha nos Departamentos de Amambay e de Concepción, na fronteira com Mato Grosso do Sul. Desta vez, as diligências localizaram e destruíram cerca de 30 toneladas de maconha.

As forças policiais foram distribuídas em Bella Vista Norte e Pedro Juan Caballero. Segundo informações da Senad, a produção dessas lavouras seria destinada ao abastecimento de drogas no Brasil.

Esses empreendimentos agrícolas voltados para o cultivo de maconha estão cada vez mais comuns na fronteira. O negócio envolve organizações criminosas brasileiras e paraguaias. Em algumas dessas fazendas, há o de mão de indígena dos dois países.