Um pedido de delivery acabou em confusão após cliente agredir motoboy na madrugada deste domingo (5) no bairro Jardim Paulista de Campo Grande. Após desentendimento com cliente, entregador acionou categoria e mais de 100 motoboys começaram buzinaço em forma de protesto na frente da residência do cliente.

Conforme boletim de ocorrência, tudo começou quando o motoentregador, de 21 anos, chegou ao endereço para entrega de comida e buzinou para que morador fosse lá fora. Conforme apontado pelo motoboy à polícia, o cliente não gostou da atitude, o destratou e o empurrou até cair no chão. Assim, jovem mandou mensagem no grupo de motoentregadores para solicitar apoio.

Em poucos instantes, motoboys de toda a cidade chegaram ao local para ajudar o colega, onde fizeram o bunizaço. Confira:

Confusão e pedradas

Por outro lado, o morador da residência também conversou com a polícia e disse que havia pedido delivery de comida e o motoentregador começou a buzinar. A discussão teria começado porque o homem não gostou do barulho da buzina, tendo em vista que residência tem interfone.

Após entrar na residência, viu quando os demais motoboys pararam em frente para iniciar o movimento. Segundo Boletim de Ocorrência, eles começaram a jogar pedras em direção a casa, o que quebrou o interfone e atingiu o para-brisas do carro na garagem.

Mais de 100 motoboys

Em conversa com o Jornal Midiamax, um dos participantes deu mais detalhes sobre o ocorrido. “Ele [motoboy] foi agredido porque buzinou na frente da casa do cliente, o cliente tomou a bag dele, pegou o pedido, chutou a bag e agrediu ele. Então, o motoboy saiu de lá e pediu ajuda. A gente se juntou na parceria e fomos ajudar lá”, disse o motorista de aplicativo Everton Gomes Barbosa, de 32 anos.

Além das 100 motocicletas, cerca de 10 a 13 carros de motoristas de aplicativo também compareceram.

“Nós trabalhamos dia e noite e ainda temos que ser humilhados e agredidos por cliente. Vamos mostrar que os motocas aqui de Campo Grande não ficam atrás e que aqui somos unidos também”, ressalta Everton.

Todo o movimento foi gravado pelos participantes do buzinaço, que lotou a ponto de interditar a rua. Assim, a polícia foi acionada e motoboys foram dispersados. Envolvidos foram encaminhados para a delegacia.