Acidente com um avião acabou na morte do piloto de Mato Grosso do Sul, Fernando Kawahata Barreto, em Cuiabá, no Mato Grosso, nessa quarta-feira (4). A aeronave explodiu logo após a decolagem, depois de perder sustentação e cair ainda na área do aeródromo.

Com a queda do avião, a aeronave atingiu um galpão que estava em obras para ampliação e um funcionário que estava no galpão acabou morrendo. O avião explodiu com a queda. A aeronave tinha autorização para uso particular. 

Nas imagens divulgadas pelo site local Araguaia Notícias, mostram que o avião aparece inclinado próximo à pista, em um ângulo de voo em que a sustentação fica comprometida, o que tornava uma manobra de recuperação bastante difícil.

Na sequência, a asa esquerda acabou tocando o asfalto e a aeronave terminou chocando com um hangar, onde explodiu. Informações preliminares dão conta que o avião sofreu uma falha num dos motores ao decolar do aeroporto.

Além do piloto, estavam no voo o produtor rural Adelar Mateus Jacobows e um amigo que foram encaminhados pelo Centro Integrado de Operações Aéreas – CIOPAer ao HMC.  

Ainda segundo informações, o avião é um King Air C90GTI, e está registrada em nome de Valdir Roque Jacobowski, produtor rural de Campo Novo do Parecis.

O avião, de matrícula PS-JCO, havia sido fabricado em 2008 e é um turbo-hélice de dois motores, com capacidade para até sete passageiros. A aeronave não tinha permissão para uso como táxi aéreo, sendo permitida apenas para uso particular, podendo ainda operar por instrumentos (IFR) em voos noturnos e estava com a situação de aeronavegabilidade normal. O Cenipa (Centro de Investigação e de Acidentes Aeronáuticos) vai investigar o caso.

Saiba Mais