Um homem foi preso na manhã desta terça-feira (21) durante a operação em bancas de capinhas de celulares e assistência técnica, no Centro de Campo Grande. O ponto na Rua Dom Aquino e 14 de Julho estaria vendendo produtos sem nota fiscal.

Conforme apurado pelo Jornal Midiamax, o rapaz, que não teve a identidade divulgada, não teria vínculo empregatício com a banca, mas estaria no local revendendo produtos sem nota. A região tem diversas bancas, inclusive, próximas.

Os policiais realizaram um “limpa” em produtos vendidos irregularmente e sem origem. O material e o conduzido foram levados para a Decon (Delegacia do Consumidor).

(Nathalia Alcântara, Midiamax)

Batida

Equipes da Decon (Delegacia do Consumidor) e Procon-MS (Secretaria-Executiva de Orientação e Defesa do Consumidor) fazem uma operação conjunta de fiscalização em bancas de vendas de capinha e celulares e lojas de assistência técnica. Algumas lojas no Centro de Campo Grande foram fechadas na manhã desta terça-feira, por suspeita de venda sem nota fiscal.

Na Rua Marechal Rondon, cruzamento com a 13 de Maio e 14 de Julho, quatro lojas da mesma marca são alvos da operação da Polícia Civil, que tem apoio do Garras (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos) e Deleagro (Delegacia Especializada de Combate aos Crimes Rurais e Abigeato).

Também há equipes atuando nas principais ruas com bancas do setor, como na Rua Dom Aquino e Rui Barbosa. Os policiais apreenderam capinhas e celulares seminovos em vitrines, a suspeita é que alguns produtos estavam sendo vendidos sem nota fiscal.

Pontos foram fechados após a fiscalização. A operação acontece em vários pontos da região central.