Fabio Luiz Gonçalves Felix e Toni Coelho Ferreira foram absolvidos pela do Valter Nunes de Oliveira, com quem compartilhavam uma cela, no Pavilhão 6 do Presídio de Segurança Jair Ferreira de Carvalho em Campo Grande.

A absolvição foi proferida nesta terça-feira (28), pelo juiz presidente do Tribunal do Juri Carlos Alberto Garcete, que acolheu a decisão do Conselho de Senteça.

Valter cumpria pena por tráfico de drogas. Ele foi encontrado morto no dia 21 de setembro de 2017. O corpo estava embaixo da cama.

Assassinato

Os companheiros de cela informaram ao agente penitenciário de que Valter não estava passando bem. Ao checar a informação, o servidor constatou que a vítima não se mexia. A Perícia Civil foi acionada e confirmou o óbito.

Valter foi transferido para a cela, onde foi encontrado morto, porque estava sendo ameaçado por outros presos. Conforme denúncia apresentada pelo Ministério Público Estadual, a vítima foi esfaqueada pelos companheiros de cela.

O Conselho de Sentença considerou que não havia provas suficientes contra os acusados e pediu a absolvição de ambos. A decisão foi acolhida pelo magistrado.

Saiba Mais