Presos em após série de roubos em Campo Grande, dona de uma tabacaria, de 32 anos, e o funcionário, de 22 anos, confessaram os crimes. Eles foram detidos momentos após os assaltos, na madrugada de terça-feira (28).

Em depoimento, a mulher confirmou os assaltos e também mais um, que ainda não tinha sido registrado na delegacia. Os casos foram encaminhados para a Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos).

Assim, ela revelou que conheceu um interno do Presídio de Segurança por um aplicativo de relacionamento. Nas conversas, contou que estava passando por problemas financeiros.

Isso porque, segundo ela, os clientes estão inadimplentes e ela acabou adquirindo dívidas. Então, foi decidido que cometeria assaltos e o preso conseguiu um comparsa para ela.

Tal comparsa já foi identificado, é conhecido como ‘Purunga’. Ele também teria arrumado a arma de fogo e conseguiu fugir antes de ser preso.

Já a dona da tabacaria e o funcionário foram detidos em flagrante. O grupo usava o carro do da suspeita para os crimes e o funcionário era quem dirigia.

Já ‘Purunga’ seria o responsável por assaltar. A dupla está presa e aguarda audiência de custódia.

Assalto em farmácia foi filmado

Câmeras de segurança de uma farmácia em Campo Grande, na Rua Olímpio Klafke, flagraram o momento do assalto. Um dos suspeitos é quem rouba as vítimas, com uma arma de fogo.  

Pelas imagens é possível ver quando um dos integrantes, que seria o ‘Purunga’, invade a farmácia armado. Então, rouba uma bolsa que estava em cima do balcão, além de celulares.

No estabelecimento estavam duas funcionárias e uma cliente. Em outra imagem aparece o veículo Sandero, que era usado nos roubos, fugindo por uma das ruas.

O grupo teria cometido cerca de seis roubos na noite de segunda-feira (27).

Saiba Mais