Presidiário da PED (Penitenciária Estadual de Dourados) foi identificado como o autor de crime de estelionato, em Corumbá, a 428 quilômetros de Campo Grande, por uma venda de carro por valor irrisório via marketplace de rede social. O carro foi vendido pelo valor de R$ 2 mil.

De acordo com boletim de ocorrência, um homem de 50 anos, procurou a delegacia após ter se dado conta de que teria sido alvo de estelionato. Ele contou que participava de um grupo de Vendas e Trocas em uma rede social quando se viu um anúncio de uma TV. Ficou interessado, porém, foi informado de que o aparelho não estava mais disponível. Então, o golpista passou a oferecer um veículo Fiat/Pálio pelo valor de R$3 mil.

Desconfiado do valor baixo por se tratar de um veículo, a vítima foi informada de que a família do vendedor estava de mudança para Santa Catarina e, por isso, ele precisava arrecadar fundos para custear a viagem e as demais despesas. Então, ele fez um pix no valor de R$2 mil ficando o restante para parcelamento futuro, para uma chave de CPF. A partir da transação, ele não teve mais nenhum retorno sobre a retirada do veículo.

Ao procurar a polícia, as autoridades verificaram que o portador do documento estava preso em Dourados. Em buscas, também foi constatado que o valor real de venda do veículo seria de R$10 mil, e que o criminoso mantinha contato com a vítima e, também, com o falso vendedor.