Após 1 ano e sete meses, o policial penal, de 47 anos, que agrediu a namorada e quebrou o carro dela, foi condenado e terá que indenizar a jovem, de 29 anos, em mais de 30 mil reais.

Conforme apurado, a sentença foi registrada neste domingo (19) e a é referente aos danos morais e materiais sofridos pela vítima, que teve o carro destruído por uma barra de ferro.

Segundo a sentença, R$ 22,7 mil da multa são destinados ao conserto do carro, que era blindado. Ele também deve pagar R$ 8 mil pelos danos morais, conforme decisão do Paulo Afonso de Oliveira.

O policial chegou a recorrer, alegando que já teria pago R$ 8,5 mil pelos danos ao veículo, mas o juiz não encontrou provas que comprovem a indenização. O policial segue preso desde o dia 3 de agosto, quando foi detido em flagrante.

O crime

Na noite dos fatos, o agente federal foi preso depois de agredir a namorada e um mecânico que a jovem havia contratado. Ele confessou que estava alcoolizado e que usou cocaína pela primeira vez momentos antes de surtar e atacar as vítimas e o carro.

Conforme o boletim de ocorrência, a jovem chamou o mecânico depois que o carro dela estragou. O policial foi até o local e começou a agredir os dois por ciúmes. Ele ainda pegou uma barra de ferro do posto de combustível e quebrou o Honda Civic da namorada.

Ele chegou a fugir do local, mas foi preso em casa, depois de recusar sair da residência e ameaçar a Polícia Militar. Junto com ele foi apreendida uma pistola e 15 munições do (Departamento Penitenciário Nacional).

Saiba Mais