No fim de semana, homem foi preso em Itaquiraí, a 402 quilômetros de Campo Grande, após ficar anos foragido. Ele foi alvo da Operação Travessia da Polícia Federal, em 2016, e desde então era procurado.

Conforme as informações da PF, o alvo foi condenado por organização criminosa e tráfico de drogas. A operação, realizada em 2016, cumpriu mandados no Paraná, São Paulo, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

As investigações tiveram início em Guaíra (PR), que seria a ‘porta de entrada’ das drogas no Brasil. Dali a distribuição era feita, principalmente para cidades do PR, SP e SC.

Além disso, a PF identificou que a droga saía do Paraguai e passava por MS antes de chegar ao Paraná. Aproximadamente 180 policiais federais cumprem 42 mandados de prisão preventiva.

Também foram cumpridos 31 mandados de busca e apreensão e dois mandados de condução coercitiva em 14 cidades. Durante as investigações foram presas em flagrante 35 pessoas, entre as quais um advogado e servidores públicos.

Ainda foram apreendidas grandes quantidades de maconha, cocaína e crack. O principal investigado lavava o dinheiro do tráfico por meio de uma loja e um haras no interior do Paraná.